Sangue na ejaculação é um sinal grave?

marielly Colombo
marielly Colombo marielly Colombo
2 Min Read
Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes

O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é médico urologista, formado pela UNIRIO, mestre e doutor pela UNIFESP, Universidade Federal de São Paulo. Além disso, atua há anos na área, atende em seu consultório no Rio de Janeiro, na Clínica Urológica Dr Marco Antonio Fortes Ltda. Desse modo, reunindo largos anos de experiência, fala à nossa redação sobre a hematospermia.

A hematospermia é definida como a presença de sangue na ejaculação. Assim como a hematúria se configura em sangue a nível microscópico ou macroscópico na urina, a hematospermia também pode se fazer presente. O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes salienta que pode parecer grave, mas não é preciso desespero.

A primeiro instante, a presença de sangue na ejaculação pode assustar. Contudo, pode ser resultado de uma infecção facilmente tratável. O Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes aponta para a feitura de exames como a chave para resolução de tais dúvidas, pois ao mesmo tempo que a hematospermia pode ser causada por uma simples infecção ou pancada, pode ser sinal de alerta para infecções  sexualmente transmissíveis ou câncer.

Se após alguns dias o sangue na ejaculação não desaparecer, o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes recomenda ir com urgência ao médico e realizar diversos exames para saber a origem desse distúrbio.

Além disso, outro ponto a ser levado em consideração é a idade do homem, isso porque o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes alerta para doenças mais graves em homens mais velhos, uma vez que a ocorrência de sangue no semen, em jovens, pode ser consequência de pancadas ou outras adversidades, contudo, hematospermia em homens mais velhos requer um cuidado maior.

Compartilhe esse Artigo
Deixe um Comentário